Como lidar com…

Objetivo

Aumentar competências do grupo em relação a lidar com casos problemáticos relacionados com a internet. As competências não devem ser apenas individuais, mas também ter em conta as potencialidades da escola e da família.

1ª fase

O dinamizador conduz um breve diálogo sobre casos em que os jovens conhecem pessoas que os enganam ou fornecem dados pessoais em contextos que não conhecem bem.

2ª fase

Cada grupo formado no início desta fase vai construir um caso problemático relacionado com a internet. Sugerimos as seguintes áreas de trabalho: paixão virtual, tentativa de prostituição, sexo virtual, paixão semi-virtual (a pessoa parece espectacular na net, mas é completamente diferente na realidade).

3ª fase

Terminada a construção dos casos, eles são fornecidos aos outros grupos. Cada um deles terá de tentar arranjar respostas e tentativas de solução para cada uma das situações identificadas.

4ª fase

Sistematização das aprendizagens. As soluções devem ser exploradas não apenas em relação a cada caso concreto mas também incluir medidas preventivas relacionadas com o próprio meio (acesso à internet na escola, na família[1] fazer formação, falar com filho, cuidados em casa).

[1] Eduardo Sá numa das suas intervenções radiofónicas defendeu a existência de apenas um computador com acesso à internet como forma de promover uma utilização racional do mundo virtual.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s