Objeto Totalizante e o consumo do produto mediático: notícia

No espaço mediático, o acontecimento e a sua interpretação completam, não raras vezes, um círculo em que o telespetador fica excluído. Em poucas palavras: o acontecimento representado (porque televisionado) é capturado pelos comentários que o expurgam da sua subjetividade e polissemia – isto aconteceu desta e daquela maneira. Emergem atualmente peritos de impacto na opinião pública. […]

Falares e dialetos

Objetivo Levantamento de palavras, ideias e conceitos que os adolescentes utilizam ou inventaram a propósito do seu envolvimento com a internet.   1ª fase Breve diálogo sobre o calão que os adolescentes desenvolvem relacionado com a internet. – 2ª fase Cada pessoa presente divide uma folha de papel A4 em pedaços pequenos e escreve em […]

Roubaram-me a infância! – P3

Roubaram-me a infância! Imagino este dito num adolescente ou jovem adulto. E imagino-o como uma acusação que os mais novos poderão fazer à geração de que faço parte ou, de forma mais abrangente, aos educadores e decisores nas áreas da educação e da saúde no nosso país. * Ler no P3 o texto completo aqui

Nota sobre artigo de educação de pares na promoção da saúde

A method in search of a theory: peer education and health promotion de Turner e Shepherd   Este artigo, de 1999, é uma interessante revisão bibliográfica do tema da educação de pares. Não uma revisão no sentido de se saber quais as últimas investigações e resultados sobre o tema, mas antes sobre quais as teorias […]

Inconsciente, incongruência… Entrevista motivacional

O que nós não sabemos que sabemos. Dois desejos contrários que coabitam, uma solução impossível no pensamento para os tornar compatíveis. Ao longo de décadas, a psicologia foi propondo conceitos para estes estados a propósito desses estados – nomeemo-los um pouco ao acaso: inconsciente, incongruência, dissonância cognitiva. Dir-se-ia que o cliente vai ao psicólogo para […]

Mercados ou democracia?

Assistimos a políticos que dão a entender que o principal motivo das suas declarações foi o de acalmar os mercados. Assim, muitos governantes vão alienando as suas responsabilidades no interior do jogo democrático. Daí a importância da interrogação: mercados ou democracia? Terão as democracias a capacidade de regular os mercados e de os situar no […]

O direito ao esquecimento

As novas tecnologias permitem o armazenamento da informação a um nível completamente impensável há anos atrás. Os nossos atos virtuais permanecem intactos por longos anos. A privacidade pessoal é assim completamente redefinida. Também nós contribuímos para a sua quase completa – exageramos? – desaparição. Somos nós que partilhamos nas redes sociais imagens nossas, pequenos pensamentos […]

Charlie Hebdo: as camadas do acontecido

O crime foi hediondo. Houve um escabroso mas inconsequente ataque à liberdade de expressão. A onda de solidariedade que se lhe seguiu foi bonita… mas também assustadora: os ganhos políticos dos intervenientes, a ideia de não nos dividirmos – que remetem para a ideia de pensamento único. Je suis Charlie proclamaram muitos, eu incluído. Rapidamente, […]

Práticas parentais: o que digo e o que faço

Um menino chora no supermercado, quer que a mãe lhe compre um chocolate. A mãe diz que não, zanga-se mas o menino continua com o chocolate na mão. A tensão acumula-se… Ambas as partes crispam-se. A birra acaba por ser tão grande que a mãe  cede. Nervosa, tece o seguinte comentário: «fazes sempre o que […]

O Código Deontológico da Psicologia face a novos contextos de trabalho

Movidas pela necessidade do empreendedorismo, duas psicólogas lançaram-se num projeto em que sessões de escuta ativa decorreriam num conhecido café da baixa portuense. O projeto foi objeto de alguma visibilidade mediática despertando celeuma em diversos mass media, objeto de notícia no site da Ordem e também pelas redes sociais e mundo internáutico em geral. Concordamos […]

A informatização da fantasia

Imaginem um mundo em que os desenhos das crianças fossem delineados e «pintados» em computadores. Imaginem um país em que as histórias não são contadas por avós ou pelos pais mas por televisões. Imaginem crianças que só brincam ocasionalmente com os seus brinquedos e que passam a maior parte do tempo livre em frente de […]

O Público e o Privado – não é para todos

Li há dias que 150 mil famílias deixaram de pagar o empréstimo contraído para poder ter as suas casas. Dei depois por mim a pensar: porque será este assunto um problema privado, uma dor de cabeça de cada um? Os Estados europeus do sul endividam-se constantemente numa tentativa de garantir um sistema bancário que está […]

Interface homem máquina

A eficácia interáutica é tão grande, tão rápido o acesso à informação que não basta uma janela aberta no computador. Ativa-se uma e pouco depois mais outra. Ao estímulo segue-se instantaneamente outro clique. Nunca na história da humanidade houve notícia de um acesso à informação desta magnitude. Pensemos agora no computador à nossa frente. Tem […]

A corrosão do carácter: breves notas a propósito de Richard Sennett

É certo que a sensação de decadência e de dissolução dos costumes sempre surgiu, de uma forma ou de outra, em quase todas as sociedades humanas. A ideia de que a juventude está desorientada ou não tem valores foi familiar em diversos momentos históricos. Independentemente dos factos que apoiaram ou não estas asserções, existe também […]

Vinho e crédito ao consumo

Beber vinho é dar emprego a um milhão de portugueses. O slogan salazarista é por demais conhecido. Incentivava o alcoolismo e uma economia que lhe era associada. Este tipo de mentalidade foi difícil de ultrapassar por diversas gerações de educadores. No entanto, os ganhos políticos sobrepesaram todos os inconvenientes: o estar ébrio suspendia o mal-estar […]