Falsos Deuses de Arno Gruen (II)

No fundo, o verdadeiro amor insira medo porque nos obrigaria a confrontarmo-nos com o escamoteamento original de um amor paternal insuficiente e, nomeadamente, com o da mãe. É aqui que se encontra a fonte da nossa incapacidade diária de lidarmos, de uma forma realista, com nós próprios e com o nosso mundo. mas, precisamente, essa incapacidade é designada como realismo, porque nos impede de nos confrontarmos com o desespero mais profundo e com a dor mais profunda do nosso passado.

  1. 20

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s