A abordagem biográfica das toxicodependências

revista toxicodependênciasArtigo que é um dos produtos finais do grupo de técnicos que trabalhou com o biograma e se reuniu durante o ano de 2000 no CAT Cedofeita.

Procura-se, neste trabalho, dar a conhecer a actividade clínica que os autores têm vindo a desenvolver com o uso do biograma. Num primeiro momento, realiza-se uma resenha histórica dos modelos biográficos na investigação e suas potencialidades interventivas. Num segundo momento, apresentamos o biograma como instrumento de investigação. Finaliza-se o artigo com a descrição metodológica das etapas deste processo terapêutico com toxidodependentes.

Referência:
Tinoco, R. & Pinto, S. (2001). A abordagem biográfica das toxicodependências. Toxicodependências, 7, 1, 17-22.

Leia artigo completo aqui

*

Também poderá estar interessado em ler:

As potencialidades clínicas do biograma – algumas reflexões

Comunidades terapêuticas livres de drogas: da intervenção ideológica à intervenção psicoterapêutica

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s