Nicks e chats – para uma etnografia do virtual, memória

Recordando a obra vinda a lume há três anos…

A presente obra é fruto da aplicação de métodos de observação naturalista às interacções em salas de chat. Essas vivências foram depois objecto de reflexão e sistematização. Serviram ainda de grelha de recolha de dados, aferida também em salas brasileiras e anglo-saxónicas com funcionamentos bastante distintos. Interessou-nos conhecer os ambientes que se formam, as linguagens e sinaléticas que emergem. Quais os assuntos de conversa? Quais as intenções? Como é que os nicks se relacionam com o real e o virtual? Como se estruturam identidades nas várias salas?

Apresentaremos ainda um estudo de caso. Teremos então oportunidade de ouvir relatos da nick Avalon, mormente reflexões sobre as suas etapas de vida virtual e as escolhas que realizou. Assim, acompanhá-la-emos nos primeiros momentos de aproximação, na imersão na actividade de chat, bem como a questão do mundo real acabou por se pôr.

Conjuga-se assim uma visão mais generalista, atenta a padrões de interacção e às comunidades de nicks com uma outra, mais próxima, que elege o percurso individual como primeiro referencial.

Referência completa:

Tinoco, R. (2009). Nicks e Chats: uma etnografia do virtual. Porto: Estratégias Criativas.

*

Também poderá estar interessado em ler:

Os vídeojogos: notas para um debate

Vivências de sí na toxicodependência

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s