O mundo dos símbolos

Meu reino por um beijoO símbolo revoltou-se, cortou amarras com a realidade. Existe por só, independentemente do mundo. Por vezes, impacienta-se: não aceita contrariedades, que lhe digam que pode estar errado. Se as coisas não são como o símbolo lhes diz para ser, então que se corrija o mundo.

In Teleamnésia – um percurso pelo poder alienantes das novas tecnologias.

*

(fotografia do autor sobre um graffiti)

*

Também poderá estar interessado em ler:

Reality shows e totalitarismo comunicacional

A higiene da atenção

Novas formas de (não) ver televisão

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s