A abolição da memória histórica

100 muralA ditadura do presente, a abolição da memória histórica das populações, é constantemente incentivada no quotidiano: é o próximo jogo que «é o do século»; é o debate seguinte que vai marcar a reflexão política no nosso país. Ao mesmo tempo, nas escolas, a memorização acaba por não ser incentivada valorizando-se sobretudo a capacidade de realizar operações lógicas entre os elementos. Ora, indivíduos sem memória, treinados em operações lógicas do nível do operatório concreto, são alvos fáceis desta máquina mediática produtora de subjetividades trans-individuais ou industrializadas.

In Teleamnésia – um percursos através do poder alienante das novas tecnologias.

*

(fotografia do autor sobre um graffiti encontrado na cidade da Maia).

*
Também poderá estar interessado em ler:

Vinho e crédito ao consumo

Para uma história dos efeitos das drogas: dos usos cerimoniais aos consumos malditos

Reality shows e totalitarismo comunicacional

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s