Quem é o intruso?

Objetivo Desconstruir o sentimento de segurança que muitos utilizadores jovens têm de superioridade e segurança face aos meios da internet.   1ª fase Breve diálogo sobre o sentimento de segurança e de impunidade no uso da internet. Como em outros casos, muitas vezes as pessoas pensam que determinadas situações só acontecem aos outros. – 2ª […]

É bom incentivar o uso da net? O que não foi feito

Objetivo Mobilizar o grupo para a tomada de medidas que possam ser tomadas, de modo a melhorar a utilização da internet por parte dos menores que tenham à sua guarda. – 1ª fase Levantamento das medidas que foram tomadas relativas à utilização da internet por parte das crianças e adolescentes. A conversa incidirá sobre a […]

Luz e sombra

Objetivo Levantamento da perceção das plataformas virtuais mais utilizadas por um determinado grupo de jovens. A dinâmica serve ainda para capacitar os educadores em relação ao conhecimentos dos comportamentos mais comuns por parte dos alunos.   1ª fase O dinamizador promove um diálogo sobre as plataformas virtuais que o grupo conhece e quais as mais […]

Nota etimológica: telespetador

Telespetador o que vê, testemunha à distância. A possibilidade de transmissão televisiva em tempo manipulado pelo próprio utilizador inaugura novas possibilidades. Existem, pois, fragmentos de agora, talhados à medida de cada um. Para dar conta deste estado de coisas, propomos uma nova justaposição: teleucronia. O teleucrono será um telespetador que faz o seu agora televisivo […]

O que é indispensável para se navegar no virtual?

Desafio numa sala de aula, pergunto o que é necessário para navegar na internet. As respostas sucedem-se por caminhos previsíveis: ter um computador, ligação, ter um browser… Mas nunca me dou por satisfeito. Há algo muito importante que não se estão a lembrar. Silêncio. Mostro então uma imagem com um computador e uma cadeira vazia. […]

Trabalho para casa e autonomia

Muitas das escolas, ditas de excelência, tentam estabelecer padrões de estudo e exigência altos. Estes objetivos passam também pela marcação de muitos trabalhos de casa. Parte-se do pressuposto que, ao não existirem essas indicações, não se registará tanto estudo. O risco deste estado de coisas, que pretendemos aqui sinalizar, é precisamente o oposto: o estar […]

APPS e educação para a saúde

A educação para a saúde apresenta diversos constrangimentos que obstam ao seu desenvolvimento. Um deles tem que ver com as limitações em termos temporais: os currículos são cada vez mais exigentes. Há progressivamente menos tempo a poder ser dedicado à reflexão e debate destes temas. A possibilidade da criação de aplicativos para dispositivos móveis torna […]